Falta de atitude impede profissionais talentosos de se destacarem


Você conhece pessoas com talentos acima da média, mas que não se destacam profissionalmente? Aquele colega inteligentíssimo, com capacidade invejável de resolver problemas e aprender coisas novas, mas que não sai do chão, por exemplo. Quais são os motivos desse descompasso? Será que estamos falando de talento sem atitude?


Profissionais acima da média costumam fazer uma diferença imensa no seu grupo. O que não é tão simples para a maioria é extremamente fácil para eles. Porém, nem todos conseguem fazer suas habilidades resultarem em sucesso profissional. Mais de um motivo pode ser apontado como causador desse desfecho, e a falta de atitude talvez seja o ponto crucial.


O talentoso sem atitude é aquele que sua a camisa, mas não tanto. Que não faz questão de demonstrar seu interesse pelo projeto. Que não vai até o seu limite e prefere economizar energia. Sabe que pode resolver o jogo quando for necessário, por isso, não faz questão de estar presente a partida toda. Ele tem boas ideias, mas deixa a realização para depois. O problema para essas pessoas é que o mercado não costuma apostar apenas em talento, mas prefere a mistura dele com atitude e, quem sabe, uma dose extra de transpiração.


Foco, disciplina e resiliência são qualidades que, por vezes, colocam as pessoas esforçadas à frente de quem é puramente talentoso. Isso porque:


  • A falta de foco faz com que não se consiga canalizar energia no que realmente importa, o que pode gerar passividade, perda de tempo e até procrastinação. Enquanto isso o tempo vai passando, outros vão se apropriando das oportunidades e quando se percebe, já era. O que sobrou não é tão significativo;

  • Quem não tem disciplina - porque sabe que aos 45 do segundo tempo pode resolver o jogo se for necessário - se autossabota. Já ao lado dessa pessoa pode existir alguém que não conta com capacidades acima da média, mas, justamente por isso, aposta na disciplina, na intenção de fazer algo pelo menos mediado ou bom - e sempre faz;

  • Outra qualidade pouco cultivada por muitas pessoas talentosas é a resiliência, que é a capacidade de insistir e tentar novamente até que a coisa aconteça. A taxa de abandono de projetos por parte das pessoas que possuem talentos acima da média é elevada. Fazendo novamente uma analogia ao futebol, não adianta ser um craque e não fazer gol. Nesse caso, a bola na rede é concluir o negócio.

Não basta ser acima da média, é preciso saber canalizar todo esse talento para gerar resultado. Se faltar energia, foco, disciplina e resiliência, isso não acontece. E pode ser que quem acabe levando o reconhecimento seja alguém menos talentoso, mas que soube compensar isso e teve atitude. Preste muita atenção em não desperdiçar o seu talento e a sua carreira por falta de detalhes tão simples de serem corrigidos. Benjamin Disraeli, ex-primeiro-ministro do Reino Unido, dizia que "o segredo do sucesso é a constância do objetivo". Sem atitude, a probabilidade de sucesso será sempre menor.


Por Roberto Vilela

Via Administradores.com

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo