Coopera: um shopping virtual cooperativo


Impulsionado pelas medidas de distanciamento social, no ano passado, o e-commerce bateu recordes históricos no Brasil. Nesse contexto, os marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Mas você sabia que já existe, inclusive, um marketplace cooperativo que funciona ao mesmo tempo como shopping virtual e programa de fidelidade?


Para entender melhor essa ideia vale saber que os marketplaces são plataformas que reúnem diversos comerciantes de todos os portes, competindo entre si na oferta de melhor preço. Mercado Livre, Magazine Luiza e Amazon são alguns exemplos dessas plataformas.


De acordo com a ABComm, das 150 mil novas lojas online criadas no Brasil entre março e julho de 2020, 80% optaram por utilizar esse tipo de plataforma para expor e comercializar seus produtos e serviços.


Paralelamente, “muitos consumidores entraram [no e-commerce] em 2020 por conta da pandemia e do confinamento e vemos que eles realmente se adaptaram e entraram para ficar”, comenta a líder da Ebit|Nielsen, Julia Avila. Pesquisa da empresa revela ainda que o setor deve apresentar crescimento de 26% este ano.


Se depender de alternativas cooperativas como o shopping virtual Coopera, essas expectativas de crescimento devem ser confirmadas e, quem sabe, até superadas.


Afinal, o Coopera já nasce com uma base de 4,6 milhões de potenciais clientes – número total de associados ao maior sistema de cooperativas financeiras do Brasil, o Sicoob, impulsionador dessa nova plataforma.


E mesmo quem não é associado também pode comprar, vender, acumular pontos e aproveitar essa grande novidade. Veja só:


– Produtos, viagens e entretenimento

Artigos para casa, para o carro ou para construção, produtos de beleza e de papelaria, brinquedos, eletrônicos, roupas e acessórios são apenas algumas das categorias de produtos que é possível encontrar no novo shopping virtual Coopera.


Além disso, a plataforma também oferece serviços digitais e, em breve, incluirá a venda de passagens aéreas e outras ofertas turísticas.


Mas o grande diferencial desse novo marketplace cooperativo está mesmo nas formas de pagamento, já que, além de ter acesso a descontos e ofertas exclusivas, no Coopera é possível comprar usando dinheiro (por cartão de crédito ou boleto), usando pontos ou com pontos e dinheiro.


Quem já é associado ao Sicoob e já aproveitava os benefícios do programa Sicoobcard Prêmios, já deve saber como funciona (no próximo tópico nós também explicamos melhor).


Só que, mesmo quem não é cooperado também pode cadastrar-se na plataforma para poder começar a juntar pontos e trocar por novos produtos e serviços. O cadastro é gratuito e disponível para todos. Saiba mais a seguir.


– Programa de fidelidade

Além de funcionar como um shopping virtual, o Coopera também pode ser aproveitado como um programa de fidelidade.


Todas as pessoas físicas maiores de 18 anos ou pessoas jurídicas podem participar. Basta realizar o seu cadastro completo – gratuito – na plataforma ou por meio dos parceiros Coopera, para começar a comprar, acumular pontos e trocar.


Cada compra gera um determinado número de pontos que podem ser utilizados em novas aquisições.


Só que, quem já é cooperado do Sicoob tem ainda mais vantagens, porque, além de poder trocar seus pontos por produtos e serviços disponíveis no Coopera, também pode usar seus pontos para:


  • trocá-los por produtos do Sicoob (crédito na fatura, aporte no Sicoob Previ ou no Sicoob Conta Capital);

  • transferí-los para outros programas de recompensa;

  • transferí-los para outros participantes;

  • fazer doações para instituições filantrópicas e projeto sociais.


– Como vender no Coopera

Pequenos, médios e grandes comerciantes também podem aproveitar o Coopera para otimizar os resultados dos seus negócios.


Sendo um novo canal de vendas que não exige investimento inicial (as comissões são apenas sobre as vendas), o Coopera apresenta-se como uma ótima alternativa para o fortalecimento de marcas e o aumento de vendas na internet, com alcance de diversos perfis de consumidores.


Afinal, o Sicoob – idealizador da plataforma – é uma instituição financeira cooperativa que está presente em todo o país e já reúne quase 5 milhões de associados. Só para se ter uma ideia, em 2019, esses cooperados gastaram mais de R$ 3 bilhões no e-commerce e ainda resgataram mais de R$ 100 milhões em pontos.


Além disso, é bom saber que todas as lojas físicas ou virtuais ou distribuidores e fornecedores com CNPJ ativo, CNAE de varejista, que tenham capital social igual ou superior a R$ 1 mil e possam emitir nota fiscal, podem cadastrar-se como parceiros do Coopera. Saiba mais aqui.


– Outras iniciativas cooperativas

O Coopera é o primeiro marketplace brasileiro gerenciado por uma instituição financeira cooperativista. Como vimos até aqui, a variedade de ofertas e a possibilidade de pagamento com dinheiro e/ou com pontos são alguns dos diferenciais dessa nova plataforma cooperativa.


Mas já existem também outras iniciativas similares lançadas por outros tipos de cooperativas, como é o caso do Supercampo, um marketplace agro – formado pelas coops Agrária, Capal, Castrolanda, Cooperalfa, Coopertradição, Copacol, Copercampos, Coplacana, Cotrijal, Frísia, Integrada e Lar – para oferecer produtos voltados ao segmento agropecuário.


Além disso, a própria Organização das Cooperativas Brasileiras (Sistema OCB) lançou, em agosto do ano passado, uma plataforma de integração – a Coopera Brasil – que permite encontrar os mais diversos tipos de produtos e serviços oferecidos por cooperativas nacionais.


É verdade que, nesse caso, não se trata exatamente de um marketplace, mas de uma plataforma intercooperativa que permite localizar coops de todos os setores de Norte a Sul do país.


De todo modo, já dá para perceber que as cooperativas brasileiras não ficam para trás no acompanhamento das tendências tecnológicas do mercado, e buscam agregar valor e oferecer cada vez mais vantagens a cooperados, usuários e parceiros.


Via O Seu Dinheiro Vale Mais

0 comentário