Cuidado com quem você escolhe para ser modelo para a sua vida profissional



Muitos profissionais, senão a grande maioria, costumam se inspirar naqueles seus colegas mais destacados em suas áreas de atuação, pensando que ao agir assim terão alguma vantagem para se tornarem diferenciados e alavancarem as suas carreiras e apressarem a sua ascensão profissional.

Pode se enganar quem age assim. Aqueles profissionais “imitados” são igualmente seres humanos e, por consequência, estão sujeitos aos mesmos erros que qualquer ser humano.

Uma crise de imagem pode destruir sua reputação, sua confiança. Ninguém está imune a um acidente ou a um incidente. Devemos estar atentos a tudo e ao menor detalhe. Nunca houve tanta exposição da vida das pessoas ou das empresas. Qualquer erro, por menor que seja, pode ganhar grandes proporções.

Um exemplo foi o divórcio do então CEO da GE, Jack Welch, depois de uma brilhante carreira sua separação revelou detalhes de um executivo de pijamas que foi acompanhado pela mídia mundial.

Na época em que Welch era o CEO mais badalado do mundo, grande parte dos executivos queriam ser igual a ele. Queriam copiar, além da sua maneira de administrar, também o seu jeito de ser.

Gosto do que falou o famoso escritor Rick Warren: na vida você precisa de mentores e precisa de modelos. Modelos são as pessoas que você quer imitar.

Eu, particularmente, recomento que ao pensar em imitar algum profissional, escolha como seus modelos pessoas que já morreram. Falo sério. Nunca se sabe como as pessoas vão terminar. Muitos começam como foguetes. Parecem maravilhosos, mas então, a segunda metade da vida deles é um caos. Isso pode ser devastador.

Por Prof. Menegatti

| Prof. Menegatti é conferencista em Vendas, Motivação e Liderança. Entre seus produtos estão: o Livro “Desperte seu Potencial Emocional”, CD Motivacional “Marcado para Vencer”, DVD “Campeão de Vendas”. A cada palestra, o Prof. Menegatti vem conquistando plateias de norte a sul do país.

Via Dicas Profissionais