Você está preparado para liderar?


A sua empresa está em busca de lideres? Precisa otimizar o desempenho da equipe? Necessita maximizar vendas e lucros? Diante do desafio de buscar liderança para a sua empresa, você deve buscar um bom gerente ou coach?


Nestes tempos em mudanças constantes, as pessoas não querem ser gerenciadas, e sim orientadas, treinadas e encorajadas. Caso você busque uma vaga de líder, é preciso saber se está equipado com ferramentas poderosas, suficiente para desenvolver habilidades sólidas o suficiente capazes de superar os desafios de tempos difíceis.


Considere que as organizações de todas as partes buscam líderes que demonstram uma crença entusiástica e genuína nos outros, e que seja capaz de manter fortalecida a sua vontade de vencer. Para Peter Druker, “O líder do passado era uma Pessoa que sabia dizer. O líder do futuro é uma Pessoa que sabe perguntar”. Então, como identificar o perfil do gerente e do coach e como saber qual deles é a melhor opção para ocupar determinada vaga?


O gerente é uma pessoa que tem controle, mantém a direção de um negócio ou divisão. Normalmente, exerce a sua função usando a hierarquia e o poder de sua função na organização. O gerente recorre a sua experiência e autoridade para recomendar, apontar caminhos, rever processos e garantir a produtividade da equipe.


Já o coach precisa ser um ótimo comunicador, educador e incentivador. Deve ser um ser humano que dá instruções ou conselhos para elevar o desempenho de um indivíduo ou grupo. Ele ajuda a pessoa a desenvolver o seu potencial e a encontrar caminhos por si só. O Coach é um educador que valoriza o diálogo, o bem estar do time e sobretudo o desenvolvimento de talentos.


Ele deve ser capaz de agir com independência e sem preconceitos, motivar e manter a esperança viva dentro de cada indivíduo. Precisa entender as necessidades e criar facilidades para que os melhores caminhos sejam alcançados. É seu papel fortalecer sempre a crença de seu colaborador para renovar o seu interior, possibilitando a construção de um futuro melhor.


Deve ser capaz de identificar e reforçar o lado bom das pessoas, criando condições adequadas ao desenvolvimento de talentos e de habilidade, criando ponderosa sinergia para que o grupo saia vencedor de seus desafios.


Para isso, o coach precisa estar sempre sintonizado com as constantes mudanças do ser humano e da modelagem empresarial. Ele não deve estar preocupado apenas em manter o cumprimento das tarefas nos prazos e volumes desejados, mas sobretudo em cuidar do bem estar, crescimento e comprometimento das pessoas, que aceitando-o como líder, o respeitará e lhe será fiel na alegria e na tristeza.


Finalmente, o líder dos dias atuais tem bons ouvidos para assimilar com maestria mensagem sábia como a do mestre Mário Quintana, que ensina: “Nesta vida temos três professores importantes: o ‘Momento Feliz’, o ‘Momento Triste’ e o ‘Momento Difícil’. O ‘Momento Feliz’ mostra o que não precisamos mudar. O ‘Momento Triste’ mostra o que precisamos mudar. O ‘Momento Difícil’ mostra que somos capazes de superar.”


Por Evaldo Costa

Via Dicas Profissionais