Quais são as suas armas para enfrentar essa semana de trabalho?


E se eu te perguntar agora: quais são as armas que você usará para se dar bem nessa semana de trabalho?


Se você não tem uma resposta, eu gostaria que você considerasse essas sugestões:


Tenha uma ideia clara sobre o que você quer dessa semana e onde você quer chegar


Você já deve ter percebido que a grande maioria dos profissionais não consegue atingir os seus objetivos porque não sabe quais esses objetivos e nem sabe onde quer chegar.


Então, você tem que ser diferente. Isso mesmo. Como? não comece esta semana como sempre tem feito, isto é, sem definir claramente seus objetivos na sua cabeça porque sem isso você corre o risco de ficar, como dizemos “feito barata tonta”, andando de um lado para outro. Quem planeja seus passos consegue atingir melhores resultados nas suas atividades.


Faça isso agora mesmo. Faça uma lista de objetivos que podem ser realizados nesta semana e defina qual a prioridade de cada um.


Tenha foco naquilo que você deseja


Sabe por que na maioria das vezes não conseguimos melhores resultados nas nossas atividades? Porque não conseguimos manter o foco naquilo que realmente é importante. Deixamos o importante de lado e desviamos a nossa atenção para fazer uma outra atividade e outra, e outra, que não eram importantes para este momento da vida.


Tenha persistência


Sabe aquela resposta “eu deixei de fazer isso porque estava muito complicado”. Pois é, muita gente desiste de continuar tentando obter um bom resultado de seu trabalho porque encontra uma dificuldade logo no início ou no meio do caminho, não é mesmo? Isso não deve ocorrer. A dificuldade vem para ser superada. Se nas primeiras horas deste dia de trabalho você encontrar muitas barreiras, não desista. Persista, continue buscando a sua meta, porque você encontrará um modo de remover as dificuldades e assim ter bom êxito.


Tenha ao seu lado pessoas boas e competentes que possam te ajudar de uma forma ou de outra.


Procure ter ao seu lado aquelas pessoas que te deem uma “mãozinha”, uma colaboração para fazer alguma tarefa. Nesse caso, vale até mesmo um bom conselho (aquele apoio moral) que será sempre bem-vindo para superar os momentos difíceis da sua caminhada. Não tente fazer tudo sozinho. Sozinho você não chegará a lugar nenhum.


É isso, por hoje. Espero ter ajudado. Deus te abençoe.


Por Nelson Fukuyama*

Via Dicas Profissionais