top of page

Compra pelo WhatsApp é liberadas pelo Banco Central


Agora é possível usar os cartões de crédito, débito e pré-pagos das bandeiras Visa e Mastercard para fazer compras pelo WhatsApp


Isso, pois o Banco Central (BC) autorizou esse tipo de transação no Programa Facebook Pay, como é chamado o sistema de pagamentos por meio do aplicativo de mensagens.


Em março de 2021, as duas operadoras, Visa e Mastercard, tinham sido autorizadas a fazer transferências de recursos, depósitos e operações pré-pagas por meio do WhatsApp.


Desde então, o BC estava analisando a liberação de compras pelo Facebook Pay.


“Dessa forma, não há mais impedimentos regulatórios para a realização de transações de compra com cartão de crédito, de débito e pré-pago por meio do WhatsApp (P2M). Essa nova funcionalidade se junta à realização de transferências de recursos entre usuários desse aplicativo, autorizada em março de 2021 (P2P)”, disse o BC em nota.


O chefe do WhatsApp para a América Latina, Guilherme Horn, comemorou o avanço.


“Hoje é um dia feliz aqui pra nós: recebemos com satisfação a notícia da autorização para o lançamento de nosso serviço de pagamentos de pessoas para pequenas e médias empresas pelo Banco Central”, disse, em suas redes sociais.


Segundo o executivo, atualmente as empresas realizam testes com credenciadoras, incluindo Cielo (CIEL3), Fiserv, Getnet, Mercado Pago e Red.


Mais instituições podem aderir ao pagamento pelo WhatsApp


A autoridade monetária também esclareceu que a adesão de novas instituições (credenciadores ou emissores de pagamento) interessadas em participar do Facebook Pay continua aberta.


Assim que aprovados, os novos participantes da ferramenta devem esperar um mês para começar a operar transações pelo WhatsApp. Segundo o BC, o prazo é necessário para preservar a concorrência no mercado de meios de pagamento.


“Em respeito aos princípios regulatórios relacionados aos aspectos concorrenciais e de não discriminação, o BC determinou que o início das transações de pagamento em produção por meio do aplicativo WhatsApp deve ser comunicado pelos instituidores a todos os participantes de seus arranjos de pagamento com antecedência mínima de 30 dias”, destacou o Banco Central em seu comunicado.


Por: Edurado Vargas

0 comentário
bottom of page