top of page

Brasileiros são os que mais utilizam redes sociais para buscar emprego, revela pesquisa


Na busca por emprego, os brasileiros são os que mais utilizam mídias sociais para se candidatar a uma vaga no mercado de trabalho, conforme levantamento da consultoria Page Outsourcing. De acordo com a pesquisa, os profissionais do Brasil lideram esse quesito, com 72,2%, seguidos por Argentina (64,7%), Panamá (61,7%), Chile (59,8%), Colômbia (58,5%), México (54,7%) e Peru (52,9%).


“O cenário do mercado de trabalho pós-pandemia impulsionou o uso das redes sociais pelos candidatos no momento de criar e ampliar contatos. O networking, antes realizado presencialmente, foi adaptado para o mundo digital, possibilitando ampliar conexões entre empresas, recrutadores e profissionais em busca de novas oportunidades”, afirma Letícia Valente, diretora da Page Outsourcing. 


O estudo foi realizado em fevereiro de 2023, com a participação de 7.317 profissionais de sete países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Panamá) que se candidataram a uma vaga de emprego por meio do website da empresa. A enquete abordou temas relacionados às experiências dos candidatos nas mídias sociais.


Benefícios

Para a maioria dos brasileiros consultados (63,7%), entre os benefícios de usar as mídias sociais para buscar um emprego está o fato de que as redes aumentam a visibilidade com recrutadores e departamentos de atração de talentos. A maioria dos candidatos do Peru (53,6%) concordam com essas vantagens das redes sociais. Apareceram logo depois os candidatos da Colômbia (49,4%), Chile (49,2%), México (48%), Panamá (44,8%) e Argentina (44,4%).


Outra vantagem apontada pela maior parte dos profissionais do Brasil (61,2%) é que algumas ofertas de emprego aparecem somente nas redes sociais. Os respondentes do Chile (61,1%) também têm a mesma percepção. A alta concordância também foi registrada pelos candidatos da Argentina (60,3%), Panamá (59,7%), Colômbia (57,2%), México (56,8%) e Peru (55,5%).


“Atualmente, boa parte dos recrutadores utiliza ferramentas digitais para facilitar e agilizar a busca por profissionais com perfis mais aderentes às vagas de emprego disponíveis nas companhias, impactando na quantidade de anúncios encontrados exclusivamente nas mídias sociais”, avalia a especialista.


Influência na tomada de decisão

Os candidatos brasileiros (68,7%) foram os mais influenciados pelos conteúdos publicados pelas companhias nas mídias sociais no momento de aceitar uma vaga de emprego. Na sequência vieram os candidatos do Peru (58,4%), Colômbia (53,4%), Argentina (52,4%), México (52%), Panamá (50,6%) e Chile (49,2%).

“Vemos uma preocupação por parte dos candidatos em ingressar em empresas que possuam os mesmos valores que eles acreditam e desenvolvam projetos alinhados a seus objetivos de vida. Esses fatores influenciam diretamente na tomada de decisão dos profissionais no momento de escolher um novo desafio”, conclui Valente.


Por Redação

0 comentário

Comments


bottom of page